O lado negro de Gauguin

Exposição “Gauguin: Metamorphoses”
Nova Iorque, Museum of Modern Art (MoMA), 8 março – 8 junho 2014

Num relance, o nome de Paul Gauguin evoca-nos uma vida boémia e aventureira, uma arte colorida e luminosa em ambientes exóticos… Os museus, as exposições, os catálogos têm confirmado esta perspetiva, insistindo na temática taitiana.

A biografia atribulada é contada numa sequência de metamorfoses e ruturas: a infância em Lima, o regresso a França, o ingresso na marinha mercante, o trabalho burocrático como corretor de valores, o casamento e a vida familiar com cinco filhos, o ponto de viragem para a pintura, as dificuldades, a separação, as idas e voltas para o Taiti, no intervalo das quais se refere a presença em Arles e uma pretensa culpabilidade na trágica loucura de Van Gogh, episódios de pobreza e de forçado despojamento, a doença e a morte em Atuana, nas Ilhas Marquesas.

Acerca da obra, fala-se numa linguagem singular e no uso arbitrário da cor, em grandes manchas de um cromatismo vibrante, saturado e sintético, sem se integrar verdadeiramente nas vanguardas do movimento impressionista, refere-se o cunho impulsionador do grupo Nabis e do movimento simbolista, regista-se a progressiva adesão à estética das culturas exógenas e ancestrais, em composições coloridas e exuberantes, formas cheias e volumosas, figuras femininas em que se intui um vago erotismo e alheamento, apesar das feições aplanadas e proporções alteradas.

Nas exposições das obras de Gauguin – como na grande retrospetiva “Gauguin: Maker of myth” apresentada, em 2010, na Tate Modern de Londres e reposta, depois, na National Gallery of Art, em Washington – os discursos museológicos insistem nestes aspetos, de algum modo, mistificados e mediatizados.

Anuncia-se, agora, uma nova perspetiva, ou um novo eixo, da obra de Gauguin na exposição que está a ser preparada no MoMA, com cerca de 150 obras, maioritariamente, desenhos e xilogravuras, escuros e sombrios, complementados com esculturas em madeira, representando ídolos e espíritos malignos.

“Gauguin’s creative process often involved repeating and recombining key motifs from one image to another, allowing them to evolve and metamorphose over time and across mediums.” (MoMA, 2014)

Paul Gauguin (French, 1848 - 1903 ), Nave Nave Fenua (Delightful Land), 1894/1895, woodcut, Rosenwald Collection

Paul Gauguin (French, 1848 – 1903 ), Nave Nave Fenua (Delightful Land), 1894/1895, woodcut, Rosenwald Collection

“Metamorfoses” alude a esta transposição entre a luz e a sombra, a cor e o negro, o positivo e o negativo, numa proposta que visa uma dissecação profunda do corpus da obra de Gauguin, anexando, ao conhecimento prévio, um novo contraponto bizarro e desafiante.

Os desenhos, habitualmente considerados como uma produção marginal, como um complemento das suas pinturas, são aqui promovidos à condição de obra matriz e revelam uma faceta inventiva e ousada, mesmo no contexto das vanguardas que lhes eram contemporâneas. Ao mesmo tempo, desvendam os contornos desta personalidade que, pelo teor depressivo e pela tentativa de suicídio, se pressentia marcada por uma irremediável angústia e presa a um universo íntimo noturno e obscuro.

Esta é uma exposição que gostaria de ver… e confirmar a competência do museu para desvendar novos olhares, erradicar preconceitos, ampliar o conhecimento. A capacidade de provocar o assombro ou o fascínio e de nos renovar perante o que tínhamos por definitivo.

Referência bibliográfica:
MoMA. (2014). Gauguin: Metamorphoses. Acedido em 2014, 6 mar., em http://www.moma.org/visit/calendar/exhibitions/1418

Fonte da imagem:
http://press.moma.org/wp-content/files_mf/momagauguin1anavenavefenuanga.jpg

One thought on “O lado negro de Gauguin

  1. Pingback: O lado mais luminoso de Edvard Munch | a.muse.arte

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s