Costa, Alda. Arte em Moçambique: Entre a construção da nação e o mundo sem fronteiras

Costa, A. (2013). Arte em Moçambique: Entre a construção da nação e o mundo sem fronteiras. Lisboa: Verbo. ISBN: 9789722230957

alda-costa

Alda Costa apresenta, nesta obra, uma monografia antológica da arte em Moçambique. Dá visibilidade aos artistas nacionais, mas também aqueles que, de alguma forma, criaram um vínculo ou mantêm referências ao país, elaborando uma panorâmica das respetivas obras, criando conexões e estabelecendo uma visão estruturada acerca de um domínio em que a investigação é, ainda, incipiente e os estudos que existem são maioritariamente da sua autoria. Tem subjacente um exaustivo trabalho de recolha em Moçambique e em Portugal, com entrevistas aos artistas e observações diretas das suas obras e dos universos pessoais de cada um. O enorme volume de dados compilados foi criteriosamente organizado e sistematizado, permitindo a formulação de uma matriz a partir da qual, inevitavelmente, se fundamentarão os estudos que vierem a ser feitos sobre esta matéria. Não obstante, a principal valia deste estudo é desvendar nomes e obras que nos são ainda quase desconhecidos, apesar da proximidade cultural entre Moçambique e Portugal. Conhecemos Malangatana, Chissano ou Chichorro, mas desconhecemos, em geral, as obras de Bertina Lopes, Naftal Langa, Jacob Estevão, Shikani, Mankew, Noel Langa, Samate, Reinata, Matias Ntundu, Victor Sousa, Idasse, Naguib, Muando, Walter, Vânia Lemos, Luís Cardoso, Gemuce, Ndlozy, Jorge Dias, Carmen, Mabunda, Anésia. E, sem eles, falta-nos a contextualização da arte moçambicana, mas também algumas referências essenciais para a compreensão de alguma da arte portuguesa contemporânea.

Ao longo desta obra, surgem diferentes inspirações, linguagens e técnicas artísticas, que se cruzam num ambiente dinâmico e complexo de uma multiplicidade de tradições, culturas, memórias e perspetivas em torno da vida e da arte.

Alda Costa tem construído um sólido currículo como historiadora da arte e museóloga, no Departamento de Museus do Ministério da Cultura, que chefiou entre 1986 e 2001, e na Comissão Instaladora do Instituto Superior de Artes e Cultura, de que foi presidente entre 2007 e 2009, assumindo, atualmente, o cargo de Diretora de Cultura da Universidade Eduardo Mondlane em Maputo. É autora manuais didáticos sobre história e ensino de história, artigos, capítulos e textos sobre museus, museologia e arte em livros, catálogos de exposições e publicações especializadas. Em 2009, com Benites Lucas José, organizou a obra Percursos e olhares: Uma introdução à arte em Moçambique, publicada pelo Centro de Ensino e Língua Portuguesa da Escola Portuguesa de Moçambique, onde, de alguma forma, se reflete a investigação levada a cabo para a obra que agora se apresenta.

A Arte em Moçambique foi sujeita ao escrutínio da academia, como tese de Doutoramento, orientada por Vítor Serrão, e apresentada em 2006 na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s